Chamado de frouxo, Thiago Neves ataca Toninho Cecílio: ‘Mongoloide’

Thiago Neves está ‘on’ nas redes sociais e continua gerando polêmica. Depois de ser chamado de ‘covarde’ e ‘frouxo’ por Toninho Cecílio, ex-dirigente que tentou, sem sucesso, levá-lo para o Palmeiras em 2007, o meia do Sport foi ao Twitter nesta terça-feira (20/4) e rebateu: ‘Que mongoloide’.

A troca de agressões verbais começou com uma postagem de Cecílio no Twitter, também na noite desta terça-feira, na qual o ex-dirigente do Palmeiras criticou a postura de Thiago Neves de falar mal de Rogério Ceni pela passagem no Cruzeiro, em 2019.

Thiago Neves, c.. cala sua boca seu covarde. Quem é vc p falar de Ceni? Eu te contratei p o Palmeiras qd ninguém te conhecia e vc deu para trás, com tudo assinado, por causa de dinheiro. Encerra sua carreira calado seu covarde. Frouxo”, escreveu Toninho Cecílio.

A crítica do ex-dirigente foi baseada em uma entrevista de Thiago Neves ao canal Pilhado, no Youtube. Nela, o meia relatou bastidores da crise de relacionamento entre Ceni e jogadores do Cruzeiro em 2019, ano do rebaixamento celeste. Na visão do ex-camisa 10 cruzeirense, o treinador estava “se achando demais” à época.

Sem papas na língua, como de costume, Thiago Neves comentou a postagem de Cecílio na rede social e insinuou que o ex-dirigente, hoje técnico do Taubaté-SP, quis ganhar mídia.

Ih! Tá sumidão, hein, amigo! Perdão, mas não me recordo de você. Mas o que é que você sabe do que aconteceu em 2019 onde você não estava? Quer saber melhor, me liga. Rsrsrs. Conseguiu a atenção que queria? Eu hein. Que mongolóide…kkkkk”, postou Neves.

Onde tudo começou
Em 2007, então gerente de futebol, Toninho Cecílio tentou levar Thiago Neves para o Palmeiras. O jogador desistiu da transferência e decidiu permanecer no Fluminense.

Em entrevista ao canal Desimpedidos, no ano de 2017, Thiago Neves explicou sua desistência.

“O meu empresário tinha uma amizade com um diretor do Palmeiras na época, então eles fecharam… Eu confiava nele. Aí o Renato (Gaúcho) até falou que tinha alguma coisa errada com o meu empresário. Um outro amigo meu, de São Paulo, colocou um advogado para me mostrar que o Palmeiras estava irregular no pré-contrato e eu voltei atrás porque eu não queria sair do Fluminense. (…) Eu era moleque, com outros empresários, que hoje tem uma parceria com o Palmeiras, e chegaram para mim e falaram ‘o Palmeiras está oferecendo quatro anos de contrato e é essa opção que tem, o Fluminense vai contratar outro camisa 10… Eu assinei o pré-contrato com o Palmeiras e recebi um valor de luvas, mas depois eu devolvi. O Fluminense devolveu quando eu renovei”, explicou-se Neves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *