Com avanço da vacinação, mercado de Análises Clínicas volta a contratar

Durante o período mais grave da pandemia, cirurgias eletivas e procedimentos considerados de rotina foram suspensos em algumas unidades de saúde de Manaus e de outras cidades do Brasil. Por esse motivo, exames tiveram queda de 20% na rede pública, segundo o Sistema Único de Saúde (SUS). Agora, com o avanço da vacinação e a volta à quase ‘normalidade’, as redes de saúde pública e privada veem alta na procura de diagnósticos e análises clínicas, o que também aumenta o número de contratações no setor.

Um dos profissionais mais requisitados na área é o técnico em análises clínicas. Porém, é preciso estar bem preparado para não perder as oportunidades surgidas, e uma boa formação é essencial para conquistar uma vaga.

“No cenário da crise, diversas profissões se destacaram no combate à doença, dentre elas, o técnico em análises clínicas. Esse profissional atua em todos os processos de execução de exames e testes rápidos. Do atendimento à triagem, da coleta do material às fases posteriores de análise”, explica Cláudio Fernandes, professor do curso técnico em análises clínicas do Centro de Ensino Técnico (Centec).

Formação e mercado

Para quem deseja trabalhar nesta área, a formação profissional faz toda diferença, daí a importância de buscar por uma instituição com credibilidade no mercado educacional. No Centec, o curso técnico em análises clínicas tem carga horária de 1.440 horas (18 meses). A escola está equipada com um moderno laboratório de saúde e dispõe de profissionais especializados para a formação de seus alunos, que ainda contam com uma agência de estágios que os encaminha para as melhores oportunidades.

De acordo com o site Vaga, especializado em oportunidades de emprego, a média salarial para essa profissão é de R$1,6 mil, podendo chegar a R$2 mil. “O mercado de trabalho está passando por diversos avanços devido à pandemia. Os laboratórios em Manaus estão se modernizando e contratando esse profissional para trabalhar desde agora. Por isso, quem deseja aproveitar esse momento precisa buscar a qualificação profissional”, alerta o professor Cláudio Fernandes.

Fotos: divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *