Dia dos Pais: agricultura firma laço de amor entre pai e filha atendidos pelo Governo do Estado

Produtor rural da ADS, Jamerson Ferreira, de 37 anos, compartilha o aprendizado com a filha de 17

A agricultura é uma fonte de renda e subsistência para mais de 2 mil produtores que trabalham nas feiras coordenadas pelo Governo do Estado. Todo o esforço, na maioria das vezes, é destinado para garantir a comida na mesa de mulheres e homens amazonenses chefes de família. As histórias são de amor e superação, e muitos pais usam a atividade como exemplo positivo para os filhos. É o caso do produtor rural e feirante Jamerson Ferreira, de 37 anos. Amazonense, ele atua há 20 anos cultivando as hortaliças produzidas na região metropolitana para vender aos clientes na feira da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS) no estacionamento do Manaus Plaza Shopping, zona centro-sul de Manaus. “Eu sou filho de agricultor. Nasci e me criei na agricultura. Fiz o Ensino Médio completo, mas não fiz faculdade, mas como a gente tem uma boa relação com a agricultura, resolvi seguir os passos do meu pai”, relatou o produtor, que atua há cerca de 12 anos como feirante. A relação com a agricultura se tornou apaixonante para Jamerson, consequência de uma rotina árdua de trabalho para garantir o melhor produto e um preço mais justo ao consumidor final, sem o contato de atravessadores. “Eu faço com maior gosto e faço porque gosto. Você plantar uma sementinha, ver ela germinar, você colher e ver que as pessoas vão comprar aquilo ali é gratificante. Tem pessoas que chegam aqui, elas veem e elogiam a gente, já tem pessoas que não, varia de pessoa pra pessoa, dizendo que está muito caro e assim vai. Estamos aqui para trazer o melhor produto para o consumidor final”. Pai e filha – O conhecimento obtido com o pai sobre horta, cultivo, produção e venda resulta em muito trabalho para Jamerson, que agora está sendo compartilhado com a jovem Jamily Ferreira, de 17 anos. A filha mora na capital e aproveita os dias de terça e quinta para ajudar o pai a vender os produtos na feira da ADS. A função de “sócia” do pai durante a semana, inclusive, despertou na jovem o interesse em cursar Agronomia nos próximos anos. Para ela, não há diferença entre o Jamerson pai e o profissional, já que o principal é o tempo que passam juntos. “É muito bacana pra mim porque gosto muito de ficar com ele, passar tempo com ele, já que fico mais na casa da minha mãe. Mas, sempre quando ele pode, ele me pega e a gente passa um tempo juntos, como aqui na feira. Apesar de a gente estar trabalhando, a gente passa tempo juntos e trabalhando ao mesmo tempo”. Emocionada, Jamily agradece ao pai: “Acho que só tenho a agradecer por tudo que o senhor fez até os meus 17 anos. Eu sei que o senhor trabalhou muito para isso. Quero dizer amo muito o senhor apesar de tudo”. Como mensagem de Dia dos Pais, Jamerson incentiva os pais a repassar com sabedoria os ensinamentos aos filhos. “Hoje mesmo eu falei para minha filha que meu pai, quando era mais jovem, eu reclamava que ele (pai) me levava, mas hoje eu agradeço porque aprendi e hoje é o meu sustento, é o sustento dela. Tudo que a gente tem é da agricultura, o que a gente planta, o que a gente colhe, e tem a gratificação de vender para as pessoas. Para mim é muito gratificante”. Feiras regionais da ADS – O Governo do Estado dispõe atualmente de 52 feiras regionais distribuídas na capital e interior do Amazonas. Somente na capital são dez locais, fomentando e gerando renda para 500 feirantes. Ao todo, as feiras beneficiam 2.400 produtores regionais no estado. Feiras da ADS em Manaus • Terça-feira: Sumaúma Park Shopping, das 14h às 19h; e Manaus Plaza Shopping, das 14h às 19h • Quarta-feira: Shopping Ponta Negra, das 15h às 19h • Quinta-feira: Manaus Plaza Shopping, das 14h às 19h; e Praça de Alimentação do Dom Pedro, das 14h às 19h • Sexta-feira: Centro Social Urbano (CSU) do Parque Dez, das 15h às 19h08:00Jony Clay Borges• Sábado: Centro Social dos Suboficiais e Sargentos de Aeronáutica em Manaus (Cassam), Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou e Comando-Geral da Polícia Militar, sempre das 5h às 11h

FOTOS: Lucas Silva/Secom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *