Flamengo domina ranking das dez contratações mais caras de 2019 no Brasil

Vencedor do Campeonato Brasileiro e da Libertadores deste ano, o Flamengo foi o grande protagonista no Mercado da Bola em 2019 no futebol nacional. O clube rubro-negro trouxe nomes de peso para montar seu elenco e, com isso dominou o ranking das dez contratações mais caras da temporada com quatro nomes na lista, incluindo os dois primeiros: Arrascaeta e Gerson.

O UOL Esporte compilou as contratações mais caras, como você pode ver abaixo, levando em conta apenas o valor aproximado da taxa de transferência paga pelos direitos federativos de cada atleta. A conta não inclui outros valores, como luvas, salários, comissões e premiações. Oor isso, jogadores que vieram em fim de contrato, como Filipe Luís e Rafinha (Flamengo), Daniel Alves (São Paulo) e Luiz Adriano (Palmeiras) ficaram fora.

1 – Arrascaeta (Flamengo) – R$ 63,7 milhões

Contratado do Cruzeiro no início do ano, o meia uruguaio se tornou nada menos que o reforço mais caro da história do futebol brasileiro. O investimento, porém, valeu a pena. Arrascaeta foi o meia mais decisivo do Brasileirão em termos de participação em gols e também foi crucial para a conquista da Libertadores.

2 – Gerson (Flamengo) – R$ 49,7 milhões

O meio-campista foi contratado no meio da temporada junto à Roma, da Itália, e imediatamente se tornou titular absoluto do Flamengo, suprindo muito bem a saída de Cuellar para o Al-Hilal, da Arábia Saudita. Outro destaque nas campanhas vitoriosas do Brasileirão e da Libertadores.

3 – Pablo (São Paulo) – R$ 26,6 milhões

Após uma temporada de sucesso pelo Athletico Paranaense, Pablo viu o São Paulo investir alto por seu futebol para 2019. O atacante não conseguiu render tudo o que podia por causa de vários problemas físicos que teve ao longo da temporada, que o tiraram de combate e o deixaram sem ritmo durante muitos momentos importantes do ano.

4 – Cueva (Santos) – R$ 26 milhões

O meia peruano veio do Krasnodar, da Rússia, a pedido de Jorge Sampaoli para ser o maestro do Santos em 2019, mas acabou sendo um “mico” para o Peixe. Com problemas extracampo, chegou a ficar fora dos planos do treinador já no meio da temporada e praticamente não contribuiu em nada para a equipe que terminou o ano com o vice-campeonato nacional.

5 – Carlos Eduardo (Palmeiras) – R$ 25,2 milhões

Precisando de um atacante de velocidade, o Palmeiras pagou caro para tirar Carlos Eduardo do Pyramids, do Egito, mas a contratação acabou se tornando um dos principais pontos de crítica ao então diretor de futebol Alexandre Mattos. O jogador não conseguiu ter boas atuações com a camisa alviverde e terminou o ano com pouquíssimo espaço no elenco.

6 – Vitor Hugo (Palmeiras) – R$ 23,1 milhões

O Palmeiras repatriou o defensor da Fiorentina no meio da temporada, e ele teve atuações sólidas no segundo semestre, apesar do desempenho bastante irregular do time. Ao lado de Gustavo Gómez, Vitor Hugo formou uma dupla de zaga sólida e foi um dos acertos do alviverde em 2019.

7 – Bruno Henrique (Flamengo) – R$ 23 milhões

Talvez a grande “pechincha” da temporada tenha sido o valor pago pelo Flamengo para tirar Bruno Henrique do Santos. Após um ano complicado na carreira, em que pouco jogou por causa de um problema no olho, o atacante fez uma temporada espetacular pelo Rubro-negro, tendo sido eleito o craque tanto do Brasileirão quanto da Libertadores.

8 – Rodriguinho (Cruzeiro) – R$ 22,7 milhões

Rodriguinho foi contratado do Pyramids, do Egito, como uma das esperanças do Cruzeiro para a temporada. Mas após um início animador, ele sofreu uma lesão grave no joelho em maio e não entrou mais em campo, não conseguindo ajudar na luta fracassada da Raposa contra o rebaixamento no Brasileirão.

9 – Tchê Tchê (São Paulo) – R$ 22 milhões

A pedido de Cuca, o São Paulo foi buscar Tchê Tchê no Dynamo de Kiev, da Ucrânia. O meio-campista encaixou rapidamente na equipe tricolor e foi titular durante praticamente toda a temporada, ajudando o time a conquistar a vaga para a Libertadores do ano que vem.

10 – Rodrigo Caio (Flamengo) – R$ 21 milhões

Mais um destaque da temporada vitoriosa do Flamengo, o zagueiro foi contratado do São Paulo, clube onde passou boa parte do ano passado encostado. Ao lado de Léo Duarte no primeiro semestre e de Pablo Marí no segundo, Rodrigo Caio foi um dos melhores da posição no país em 2019.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *