Governo do Amazonas intensifica testagem para Covid-19 na rede estadual


As unidades da rede estadual de saúde estão intensificando a testagem do exame RT-PCR para pacientes com a Covid-19. O objetivo da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) é fortalecer o diagnóstico nessa fase, em que as internações estão em baixa, e rastrear pacientes e seus contatos para quebrar a cadeia de transmissão do novo coronavírus, antes que ele volte a se espalhar.

A ampliação da testagem também acontece no interior, e está sendo feita em parceria com os municípios, responsáveis pelo acompanhamento dos pacientes na rede de Atenção Básica. Além do RT-PCR, o governo ampliou a oferta de teste de antígeno. A estratégia tem apoio da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

O fortalecimento do diagnóstico, seguido do monitoramento dos pacientes e seus contatos, é uma das estratégias do Plano de Contingência que está sendo revisado pela SES-AM e pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). Segundo a SES-AM, esse fortalecimento antecede as fases do plano operacional voltado para a ampliação de leitos. A lógica é evitar o aumento do contágio e uma eventual terceira onda.

A enfermeira Evelyn César, da FVS-AM, diz que a estratégia de reforço do teste RT-PCR objetiva oferecer uma análise mais aprofundada do cenário epidemiológico em Manaus e no interior.

“A coleta do RT-PCR já acontece em todas as unidades de saúde desde o início da pandemia e, nesse momento, a gente está fortalecendo, aumentando essa oferta, justamente para melhorar essa sensibilidade do diagnóstico para a população que busca o atendimento nas unidades de saúde”, disse.

Evelyn ainda explica que, após a coleta, os exames são encaminhados para o Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen-AM), com o resultado sendo disponibilizado para o paciente em até 48 horas.

“Esse teste é coletado e enviado para o nosso Laboratório Central, o resultado sai em mais ou menos 48 horas e pode ser acessado através do Portal da Fundação de Vigilância em Saúde”, informou.

O resultado do exame pode ser consultado e impresso a partir do site www.fvs.am.gov.br, usando CPF e o número do Cartão Nacional de Saúde.

O Lacen tem capacidade de processar até 2 mil testes de RT-PCR por dia e o Governo do Estado tem feito todo um movimento para priorizar a aplicação desse teste nas unidades de saúde. Recentemente foi feita a capacitação de toda a rede de atendimento estadual da capital, incluindo as unidades de urgência e emergência e as ambulatoriais para priorizar a coleta do RT-PCR.

No Serviço de Pronto Atendimento (SPA) da Zona Sul, localizado no bairro Colônia Oliveira Machado, a demanda tem sido de até 150 testes de RT-PCR semanalmente.

A médica Vânia Carvalho reconhece que a realização do teste é importante para a quebra da cadeia de transmissão do vírus.

“O RT-PCR é o teste padrão ouro para o diagnóstico da Covid-19. Nós oferecemos esse exame, sendo feita a coleta aqui em todos os pacientes suspeitos, e a gente encaminha a amostra para o Laboratório Central de Saúde Pública, que é o Lacen. À medida que a gente for identificando novos casos, a gente pode isolar aquele paciente e quebrar a cadeia de transmissão”, disse a médica.

A orientação é para que a pessoa que tiver sintomas gripais busque uma unidade de saúde, que pode ser uma Unidades Básica de Saúde (UBS), SPA ou Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h, nos casos leves. Quanto mais cedo o diagnóstico melhores são as chances de tratar o paciente e monitorar a família e seus contatos.

FOTOS: Rodrigo Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *