Vice-prefeito fiscaliza serviços de recuperação da avenida das Torres

O vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta, fiscalizou, na noite desta quinta-feira, 22/7, os trabalhos de revitalização da avenida Governador José Lindoso, conhecida como avenida das Torres, que interliga as zonas Norte e Centro-Sul de Manaus. O trabalho já foi feito no sentido bairro-Centro, no trecho onde inicia a avenida das Flores, na altura do conjunto Boas Novas até a avenida Cosme Ferreira e agora segue no sentido oposto.

Aproximadamente 8 quilômetros da via no sentido bairro-Centro, já foram realizados, com os serviços de fresagem – retirada do asfalto antigo – e aplicação do novo asfalto de qualidade. Ação semelhante também já foi executada no sentido oposto da via, uma vez que o projeto de revitalização acontecerá nos dois sentidos da avenida das Torres. A meta é recuperar em torno de 15 quilômetros da via. Os serviços estão sendo executados à noite, para não comprometer o trânsito na área, sempre das 21h às 5h.

“Aqui, homens e máquinas modernas trabalham em ritmo acelerado para concluir esta obra o mais rápido possível e com a qualidade exigida pelo prefeito David Almeida e pela cidade de Manaus. Vale lembrar que apesar dos esforços que temos empenhado nas grandes vias, não temos esquecido de becos, vielas e ruas nos bairros, que antes estavam completamente abandonados”, observa o vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta.

O serviço faz parte do pacote de “Obras de Verão”, que integra o programa de Crescimento Econômico e Social de Manaus, o “Mais Manaus”, lançado na segunda quinzena de junho, pelo prefeito David Almeida e pelo vice-prefeito Marcos Rotta, que vai promover ações de revitalização asfáltica em pelo menos 10 mil ruas e prevê ainda a recuperação de meio-fio, calçadas e sarjetas. 

O pacote de “Obras de Verão” também está recuperando 10 quilômetros da avenida Torquato Tapajós, que entra na fase final e deve ser concluída nos próximos dias.

Fotos – Osmar Neto / Seminf

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *