Deputado repercute denúncias de ilegalidades em terras no Sul do Amazonas

O deputado Adjuto Afonso (UB) repercutiu na manhã desta terça-feira, 2, denúncias veiculadas na mídia local e nacional que tratam sobre suposta apropriação, compra e venda ilegal de terras no Sul do Amazonas, especificamente, nos municípios de Pauini, Boca do Acre e Manoel Urbano, entre o Estado do Amazonas e o Estado do Acre.

Segundo as notícias, uma das empresas já foi notificada pelo Ministério Público Federal (MPF)  e tem 15 dias para apresentar documentos que comprovem a propriedade das terras, assim como autorização para negociação e consultas públicas junto aos povos indígenas residentes na área.

“Isso é grave. O município de Pauini é grande, tem terras cobiçadas, e empresas que estão aparecendo vendendo terras que não tem títulos definitivos e que, certamente, vão enganar a população. Eu vou propor aqui também uma comissão para investigar essa denúncia, e que também não aconteça desmatamento ilegal”, disse o deputado.

A outra denuncia diz respeito a um grupo espanhol, que pode ter comprado uma propriedade de forma camuflada, e estaria negociando a venda de créditos de carbono derivados dessa área de 190 mil hectares na região de Pauini.

Parlamentares do Congresso já pediram à Procuradoria-Geral da República que investigue a situação.

Foto: Ney Xavier

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *